Bmw serie 1

BMW serie 1




O BMW Série 1 foi lançado no ano de 2004, para competir especialmente com o A3 da eterna rival AUDI. Alimentado por apenas quatro cilindros. Em 2005, a faixa foi ampliada com a chegada de um motor de 6 cilindros.
Uma particularidade é que era o único modelo da sua categoria com tracção traseira e motorização longitudinal, o que atraiu inúmeros fãs RWD. Muitas pessoas o admiraram, por ser o primeiro verdadeiro hatch back da marca bávara, mas também alguns o criticaram.
Conta, a partir de 2007, com uma versão Coupé e uma versão Cabrio, com capota em lona.



BMW 118d


A revista Coche em Espanha declarava que o 118d tinha 150



Uma particularidade nomeadamente do 118d é que apesar dos 143cv oficiais, em todos os bancos de potência anuncia mais, nomeadamente 150cv. A resposta ao acelerador é instantânea mas não brusca, sendo que que só se lhe acaba o "poder" ás 4000rpm, contudo consegue ter melhores prestações que um Golf de 140cv e ainda consegue fazer consumos invejáveis.

Em termos de rendimento, registe-se uma potência de 143 cv (+21 cv do que anteriormente) e um binário máximo de 300 Nm (mais 20 Nm no que no anterior 118 d), valores que asseguram uma velocidade máxima de 210 km/h e uma aceleração 0-100 km/h cumprida em 9,0 segundos (201 km/h e 10,0 segundos no modelo anterior), para um consumo médio de 4,7 l/100 km.

A posição de condução é excelente, a mala contém 335 litros, não é talvez indicada para levar grandes cargas como numa berlinda, mas serve perfeitamente para ir ás compras e mais algumas coisas.



O acabamento no BMW é óptimo com toda a tradição alemã, apesar de alguns clientes se terem queixado a médio prazo de um ruído parasita no tablier da parte do pendura, no entanto isso também se deve muito ao uso de pneus run flat e suspensão desportiva M.


No mercado existiam outras propostas tal como o Golf e A3, no entanto o BMW seria a escolha certa para quem gosta de conduzir, pois a tracção traseira garante diversão.

Ainda sobre o motor, este pode não dar aquela sensação de velocidade como acontece nos Tdi, talvez perca no arranque mas o seu temperamento linear, consegue fazer alcançar o tdi mais á frente. A ausência do designado "quick" dos tdi, pode fazer pensar que anda menos do que realmente aparenta.

Os travões não são espectaculares, mas cumprem muito bem a sua função, sem se queixarem de fadiga, numa condução razoavelmente empenhada. A direcção é boa mas não é das melhores, principalmente nos de primeira fase de 122cv e 163. Ainda assim faz com que o serie 1 seja um carro tão agil ou até mais, que alguns da concorrência.

O equipamento é pouco e paga-se bem por cada extra que se queira obter.

O Ponto forte deste motor 118d é sem duvida os consumos.

Primeiramente o serie 1 diesel vinha equipado com o bloco do motor designado M47, que já tinha sido usado desde 1999 até 2007. O motor era praticamente o mesmo, apenas com algumas alterações nos seus componentes, mas a base era praticamente a mesma.


M47D20 foi usado inicialmente no:
 BMW 320 e46
 Rover 75 CDT
 BMW 520 e39


O BMW 120d de 163cv,

Há muito que a (até aqui) aristocrática BMW cobiçava um lugar no segmento médio do mercado europeu, o chamado “segmento C”, que em 2003 representou mais de 20% das vendas de automóveis na Europa, sem contar com os monovolumes. Depois da experiência com o Compact, “derivado” da Série 3, esta aposta vai materializar-se com um modelo específico: o Série 1.

Tal como todos os mais recentes BMW, o Série 1 parte de um desenho da equipa liderada por Chris Bangle e, tal como sucedeu com os Série 5 e 7, exibe um design controverso para um modelo que aposta numa grande distância entre-eixos, conseguida graças à colocação das rodas nos extremos da carroçaria.

A grande diferença face à concorrência passa pela insistência na tracção traseira e pela repartição de massas, que deverá ficar perto dos 50:50 por cada eixo. Num universo em que a oferta está restrita a modelos de tracção à frente, o BMW Série 1 faz a diferença num modelo que anuncia uma suspensão dianteira em alumínio, com uma geometria MacPherson na frente e um eixo multilink na traseira.

Rivalizava com o Mercedes Classe A e Audi A3 da época, apesar de ser o carro com menos capacidade de mala, era o que oferecia mais segurança. Destacava-se pelo seu caracter desportivo e pelo seu ótimo comportamento.
A sua direção directa, distribuição de pesos 50/50 faziam com que este carro "devora-se" as curvas, agil e eficaz, e quando era preciso o controlo de tração estava lá pronto atuar, apesar deste intervinha poucas vezes em piso seco, apenas em dias de chuva era sempre bem vindo.
O motor acordava por volta das 1600 rmp  e só parava por volta das 4300, com uma caixa de velocidades de 6, bem escalonada, oferecia melhores prestações em comparação com os seus rivais diretos. No geral o motor é excelente, definitivamente um carro mais para curvas do que para rectas.

As medições em banco de potência anunciavam:
A3 Sportback 2.0 TDi / BMW 120d

Potencia máxima: 171,5 CV-4.020 rpm / 172,58 CV-3.680 rpm

Par máximo: 38,3 mkg-2.280 rpm / 36,6 mkg-2.170 rpm


0-100 km/h: 7,95s / 8,33s

Recuperación:
1000 m en 5ª a 50 km/h 26,96s / 34,63s


Consumo medio: 7,37 l/100km / 6,73 l/100km - See more at: http://forum.autohoje.com/diario-de-bordo/5588-bmw-serie-1-o-diario-da-irmandade-15.html#sthash.fIlIgmyi.dpuf
A3 Sportback 2.0 TDi / BMW 120d

Potencia máxima: 171,5 CV-4.020 rpm / 172,58 CV-3.680 rpm

Par máximo: 38,3 mkg-2.280 rpm / 36,6 mkg-2.170 rpm


0-100 km/h: 7,95s / 8,33s

Recuperación:
1000 m en 5ª a 50 km/h 26,96s / 34,63s


Consumo medio: 7,37 l/100km / 6,73 l/100km - See more at: http://forum.autohoje.com/diario-de-bordo/5588-bmw-serie-1-o-diario-da-irmandade-15.html#sthash.fIlIgmyi.dpuf
171,5cv - 4020rpm
0-100: 8,3 segundos

Ficando inclusive no 1º lugar, do TOP qualité fiabilité da L'automobile, na categoria de carros compactos

1º lugar no TOP qualité fiabilité da L'Automobile, na categoria dos "compactos" - See more at: http://forum.autohoje.com/diario-de-bordo/5588-bmw-serie-1-o-diario-da-irmandade-26.html#sthash.jQ4lP1YG.dpuf
O chassis é excelente, entrada em curva excepcional, a suspensão algo dura melhoram o seu comportamento quando se têm que fazer um trajeto de montanha, mas pode desagradar ao que dão mais importância ao conforto.

Efectivamente quando se conduz este carro diariamente, os outros carros deixam de satisfazer os requisitos de dinamica do condutor.



BMW M47

M47TU2D20

Este motor foi lançado em 2004 como uma evolução da unidade M47TUD20 .  Igualmente disponíveis neste caso em dois níveis de potência. Os valores de potência eram de 122 e 163 cv, a 4000 rpm / min.


Este bloco do motor foi montado:

BMW 118d E87 (2004-07); 122cv

BMW E90/E91 318d (2005-07). 122cv



A versão mais potente foi vez montado em:

BMW 120d E87 (2004-07); 162cv

BMW 320d E46 E90/E91 (2005-07); 163cv

BMW E60/E61 520d (2005-07). 163cv

Desde 2007, vieram equipados com filtro de partículas, sem alterações no torque e potência. 

Esta versão foi substituído durante o segundo semestre de 2007 pelos novos motores N47 .

No entanto os Blocos M47, vieram a dar provas de bastante fiabilidade, o único se não, é o turbo de origem Mitsubishi que sendo mais frágil que o Garrett, acabava por avariar, isso também se deve ao facto de algumas unidades equipadas com DPF. Acontece que a contra pressão dos gases acava por danificar o turbo, assim como a falta de cuidados com o turbo. Já ensinamos neste blog dicas a ter com o mesmo!

N47
Este modelo tem desde 2007 várias inovações, reduzindo o consumo e, asssim como sua poluição agrupadas no termo BMW Efficient Dynamics, amortecedores de ar e uma serie de inovações.
O rendimento do motor é de uma elasticidade impressionante 118d


Comparados com o M47, os motores N47 representam um grande passo em frente para a multiplicidade de inovações. Entre estes estão:

- Monobloco liga de alumínio com canas em ferro fundido ;
- Distribuição e uma bomba de combustível situados posteriormente (na transmissão );
- Nova eletrônica Bosch DDE7 ;
- Bomba nova diesel , também Bosch , pressão alta (entre 1600 e 2000 bar);
- Vela de pré-aquecimento do tipo de cerâmica;
- Novos veios de equilíbrio.
- Injectores tipo piezoeléctrico.



Injecção de combustível de alta precisão, o seu posicionamento central, faz com que apenas parte da câmara de combustão tenha de ser abastecida com mistura inflamável de gasolina e ar, o motor pode trabalhar com combustão pobre e de forma eficiente.


Condutas frontais de entrada de ar; durante a condução a gestão do motor assinala constantemente requisitos para arrefecimento do motor, tornando desnecessária a passagem de ar permanente através do radiador, para aquecer mais rapidamente as precianas de ar fecham-se e em abrem em função da temperatura exterior e do motor. Quando fechadas melhoram a aerodinâmica e reduzem o consumo de combustível.


A bateria é colocada na parte traseira para ajudar a um equilíbrio de peso 50-50. Tendo também uma função de regeneração de energia, o gerador só fornece energia quando o condutor trava ou tira o pé do acelerador.


Inicialmente esta versão no seu lançamento representava um dos melhores motores diesel do mundo na sua class, a excelente performance combinado com excelentes consumos e as suas emissões reduzidas, faziam dele um optimo carro.

O BMW 123d trazia já possuia tecnológica turbocompressor; bi turbo, na prática são dois turbos, um maior e outro menor. Um entra em funcionamento em rpm's mais baixas, enquanto o maior entra em funcionamento a altas rotações. A potência máxima era de 204 cv e 4400rpm. Ganhando o prémio de "Engine of the Year Awards" em 2008.


 Em 2011 , o motor N47 na versão de 147 cv também foi montado em modelos da gama Mini , cujas versões equipadas com este motor são identificados pela sigla SD .


BMW 135I
O bmw serie 1 coupé surgiu em 2007, mas a novidade para os fãs foi sem duvida o 135i, como modelo topo de gama, equipado com motor DOHC, 3litros e 6 cilindros em linha do 335i, com injecção direta e turbo duplo paralelo.
Com 306cv e 40,7kgm de binário, com uma carroçaria compacta, traz nos á ideia o e30 ou até o e36 coupé. Os números apontam para uma aceleração dos 0 aos 100 em 5,3 segundos, com uma média de 9,8 de consumo. Mais leve 100kg do que o 335i e com o mesmo peso (1530kg) do Porsche 911 tipo 997.

Característico já da BMW este carro tem motor dianteiro e tracção traseira, equipado com suspençoes M sports, pode ficar a pensar que  será demasiado duro e pouco confortável, ou seja pouco ideal para o dia a dia. Mas desengane-se  135i pode ser muito bem usado no seu dia a dia, mesmo com pneus run flat.

Só em pista é capaz de colocar todo o seu potencial, numa utilização diária em estradas publicas, jamais ficara a par da sua potência, tem para dar e vender.
È sem duvida um automóvel desportivo, que satisfaz as necessidades dos condutores mais exigentes que pretendem algo desportivo e confortável.




Lançada no início de 2011, o BMW Série 1 M Coupe saiu das mãos dos engenheiros da Motorsport. Alimentado por um motor de 6 cilindros de 2979 cc e contém dois turbocompressores Mitsubishi.

BMW 1M
A denominação de 1 M é o inverso de M3 e M5 para evitar confusão com o BMW M1 de 1978.
É actualmente o mais acessível BMW Motorsport. Inicialmente, a BMW planeava apenas 2.700 unidades, mas a procura foi enorme e resolveram produzir mais.
Ele é baseado na plataforma do coupe E82, mas com abas laterais mais largas, rodas de 19 polegadas. Os pneus são 245/35 R 19 dianteiro e 265/35 R 19 na traseira. Os travões assim como a suspensão traseira e o diferencial são retirados do M3.
O 1 M desenvolve 340 cv ( 250 kW ) e 450 Nm de torque. Com um peso de 1495 kg e uma distribuição de peso 50-50, caixa manual de 6 velocidades, faz 4,9 segundos dos 0 aos 100 e a sua velocidade máxima é limitada electronicamente a 250 kmh.



Características do Motor N47
Depois de da revisão dos diesel de 6 cilindros com bloco de alumínio, a BMW fez o mesmo para o motor de 4 cilindros, mais magro perdeu 17 kg. Este motor, uma versão completamente revista, coberta com uma nova cabeça do cilindro e complementada por uma série de inovações engenhosas.O motor é parado automaticamente quando parado e colocado em ponto morto, em modelos de transmissão manual, (star-stop), direcção assistida é electro-hidráulico. A cereja no topo do bolo são os consumos sendo que o motor do 118d pode fazer consumos na ordem dos 4,7.


Bloco de aluminio:
O bloco de alumínio fechado foi moldado de acordo com o "sistema Hydro Aluminium Alucast"  identico ao do Mercedes 320 CDI (OM 642). Fornece excepcional resistência à fadiga, contendo uma  liga de alta resistência optimizada para tratamento térmico, este sistema fornece a força necessária para a combustão de uma pressão de 180 bar.
O alumínio permite um ganho de peso significativo, quando comparado com ferro fundido. Sendo que o peso do bloco é agora 28 kg em vez de 45 kg bloco M47TU2. A liga de alumínio oferece melhor condutividade térmica e facilita a fabricação de peças de precisão com formas complexas incorporando meios auxiliares, passagens de água e linhas de óleo.  Esta técnica foi aplicada pela primeira vez no diesel V8 M67TU.


Características dos motores:
- Cadeias e bomba de alta pressão do lado da transmissão (traseira)
- Equilibrando eixos sobre rolamentos de agulhas integrado no bloco de cilindros.
- Permutador EGR com desvio (em versões de 130 e 150 kW transmissão manual)
- Bloco de cilindros lançados de acordo com o "Sistema de pacote principal" Hydro Aluminium Alucast
- Nova bomba de alta pressão de um único pistão com Bosch CP4.1 pressão máxima de 1600, 1800 ou 2000 bares, dependendo da versão
- Velas de cerâmica.
- Versões de 150 kW com sistema bi-turbo
- Bloco de cilindros em alumínio com revestimentos de ferro fundido seco montado
- Injectores piezo (apenas para as versões de 130 e 150 kW)

E Avarias?

- A tremideira da embraiagem é assim designada, veio como defeito em algumas unidades com motor N47, solução é levar uma actualização de software da BMW, se mesmo assim o sintoma não passar, a solução passará por levar um Bi-massa novo.

- O defeito no tensor da corrente de distribuição leva com que se comece a ouvir um barulho metálico vindo do motor, este ocorre geralmente entre os 70.000 e 100.000 quilómetros. A BMW têm uma politica good will, apenas para clientes que efectuaram todas as reparações e serviços no concessionário oficial, sendo que nestes casos a BMW responsabiliza-se.
O nosso concelho: Mudas de óleo mais curtas, de 15.000 em 15.000 em vez dos 30.000 que computador de bordo diz. Muitos clientes dizem nunca ter tido o problema quando efectuaram mudas de óleo mais curtas. Não se esqueça de utilizar óleo sempre de boa qualidade. Não quer dizer que nunca virá a ter o problema, mas ajuda atenuar.

Se mudar a distribuição o problema vai voltar?
Em alguns casos o problema voltou.








ATENÇÃO: desde janeiro de 2015, a BMW está a ter um campanha, sem qualquer custo para veiculos com motor N47 dos anos 2007 e 2008. Que consiste na substituição do tensor que dava origem á quebra da corrente distribuição. (sem qualquer custo para o proprietário, nem precisa de ter o histórico de manutenção na marca).
Basta procurar na internet, recall N47 forumbmwportugal



Nossas Dicas PERFOMANCE: Muitos proprietários optam por colocar turbo do 120d no 118d de 143 cv, na nossa opinião, isso será desnecessário, o turbo irá demorar mais a encher e transmite mais tardiamente a sensação de impulso, isto tudo porque supostamente porque o turbo tem o caracol maior.

- A mecânica do 118d e do 120d são idênticas, um reparo para os injectores e turbo que são diferentes:
- o turbo 118d 143cv : Garret/honeywell GTB1749vk
- 123d é um biturbo Borgwarner.

O bloco N47 é o mesmo desde os 16d ao 20d, mas o 23d têm referencia N47S o que desconfiamos que seja reforçado.
Sendo que o nível de injecção será diferente entre o 118d e 120d  dai a explicação do 118d não ter a mesma facilidade de chegar aos 210-220cv apenas com reprogramação, como faz o 120d.
Se está pensar em fazer com que o seu 118d fique como um 123d terá que pensar em substituir os 4 injectores e ir buscar aos motores 30d.

- Apenas com reprogramação aconselhamos que o 118d deva andar apenas nos 176,7 cv e 384,6nm. (isto vai depender dos cv que acusar de origem)


- Uns kit de travões Perfomance seria uma boa aposta caso opte por reprogramar o seu veiculo.

Veja a nossa analise ao 123D aqui

Segunda Geração F
A segunda geração do BMW Série 1 veio com o código de modelo F21 e hatchback de cinco portas (F20. Tal como o seu antecessor E87, ele usa um motor longitudinalmente, suspensão multi-link, bloco em alumínio e tracção traseira.
Opções de caixa a manual de seis velocidades e uma de oito velocidades ZF 8HP automática.
Modelo a gasolina turbo lançado em 2012. O M135i foi nomeada "The Sports Car of the Year 2012" pela Top Gear. 

Resumo: O BMW serie1 é um excelente carro, pena o seu problema de distribuição que fica caro e a BMW não assume um problema de erro de fabrico. Mas fora isso sem duvida o melhor do segmento. Apesar de não ser um "carro de corridas" é um automóvel que contém todo o adn BMW, muito divertido e seguro, aconselhamos o uso sempre de bons pneus, sendo que viaturas com r16 pneu 195 podem transmitir alguma insegurança a alta velocidade.
Se gosta de conduzir o serie1 irá ser o seu preferido



Manutenção
Caso opte por fazer manutenção do seu serie 1 em casa vamos deixar alguns vídeos que o poderão ajudar: 


Mudar a correia do alternador:

Mudar óleo do Motor:
ou:
http://www.youtube.com/watch?v=v2v8yAjx5iw

Poderá ver mais detalhadamente nos seguintes links:

http://www.1addicts.com/forums/showthread.php?t=301440&highlight=oil+change+diy+135i

http://www.1addicts.com/forums/showthread.php?t=301440&highlight=oil+change+diy+135i&page=2



Nota: Este blog aconcelha Castrol Edge, não se responsabiliza por danos causados ao veiculo em questão




69 comentários:

  1. Boas tenho uma 318d de 2008 com motor n47 de 143cv e gostaria de saber qual os injectores e bomba de alta presao devo de aplicar para obter mais rendimento em conjunto claro com uma reprogramacao?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anonimo
      Só precisa de modificar injectores e bomba, se quiseres ganhos muitoo consideráveis.
      Até cerca de 180cv, alcança isso só com repro, mais que isso, aconselho a IC maior e turbo maior, aconselho. o gtb2260vk.
      No entanto mais que 190cv, penso ser quase o limite do bloco. Até porque esse bloco N47, é um motor muito propicio a problemas mecânicos. Nessa tematica dos injetores, não o consigo ajudar.

      Cumprimentos

      Eliminar
  2. como fasso para conseguir uma coupe 135i serie1 sedan mas sem motor q sera usada para drift?

    ResponderEliminar
  3. Boa noite, tenho um m47com 120000km mudei recentemente o turbo e a embraiagem aconselham uma repro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite Tiago;
      O bloco M47n2 é um bloco bastante fiavel. No entanto o turbo de origem Mitsubishi costuma dar problemas. Esse motor não têm qualquer problema em alcançar 190 a 200 cv de potência só com reprogramação. Ainda assim antes de fazer a reprogramação, peça para fazerem um teste em banco de potência, para medir os hp actuais, mediate esses valores pode considerar os ganhos.
      Alguns modelos sairam com DPF,( filtro de particulas,) se for o seu caso, será melhor retirar, por causadas contra pressão dos gases, acabam por danificar o turbo. Caso faça muitos trajectos em cidade, informe-se sobre as borboletas de admissão, apesar de poucos casos, existem alguns, em que o veio partiu e danificaram o motor. faça um search pela internet "borboletas de admissão bmw" . O e46, era crónico, mas como disse existem alguns casos no M47n2

      cumps

      Eliminar
    2. Boa tarde Machinist,
      Estou a pensar comprar um serie 1 120d de 2006 com 100000 kms.
      Em relação a este modelo que acha sobre ele, quais os pontos positivos e pontos negativos dele.
      É um carro com poucos kms, reais, apenas trabalho casa.
      Pelo que li nos comentários tem um conhecimento deste carro, pode-me dar uma ajuda de forma a ficar esclarecido se é uma boa compra ou nao.

      Cumprimentos

      Eliminar
  4. Obrigado pela pronta responda. O meu é uma série 1 120d de 2006 (meados).
    O meu irmão tem um 120d também de 2009 já com o n47 e os consumos são melhores, tem mais cv e desenvolve melhor a 5ª e a 6ª mudança. Noto a diferença no desenvolvimento. Achas que há problema de maior metê-lo com 190cv ? Um bem haja

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Tiago;
      O do seu irmão tendo 177cv, têm um motor mais recente criado de raiz pela norma efficient dynamics de modo a ser mais poupador nos consumos. O seu M47, é uma evoluçaõ do M47 que equipava os 320d e46 dai a ser mais gastador. No entanto no BMW serie 1, acontece um problema usual; como o carro não têm termometro da temperatura apenas pelo menu oculto é possivel ver se está atingir a temperatura ideal de funcionamento, quando não atinge 90 graus, porque o termostato da EGR está estragado os consumos disparam. Um membro do nosso blog tem um 120d 2006 e faz consumos de 6.2 jante 16, que é normal neste carro.

      Quanto á repro, opte por uma casa de renome especializada. Mas em principio até 190cv não haverá problema. Mas depois da repro, os cuidados devem ser redobrados.

      Cumps

      Eliminar
  5. eu tenho um BMW 1M e se ando pouco com o carro , quando pego nele de novo diz que tem a bateria fraca , de que sera o problema ? sera alternador ? se for quanto e que custa um alternador para BMW 1M

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Bruno
      Em principio poderá ser mesmo da bateria;
      Se a bateria for nova, poderá ser outras coisas
      O melhor será ligar o carro a um software de diagnostico para ter a certeza.

      Eliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. Boas. Acabei de comprar um 118d de 2010 com 64000km .. que cuidados devo ter para que o assombroso problema da corrente partida não me caia em cima ? E repro até quantos cv's posso fazer sem que me traga dores de cabeça ? Cumprimentos e obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Jaime
      Existe de momento uma especie de recall por parte da bmw, para carros n47 do ano 2007 e 2008. Talvez mais tarde alarguem.
      Para já disfrute do carro, é fabuloso.
      Repro aconcelho até 190 cv no maximo! isto depende de muita coisa é claro.
      cumprimentos

      Eliminar
  8. boas.
    tenho um 120d de 04- 2006 com 230000, ja mudei o turbo por um novo.
    e tem pneus 205/55 16, o mesmo vem com 195. esta a fazer consumos de 8.2, acho muito, que poderá ser o problema? será que pode ajudar?
    cumprimentos
    Rui Azevedo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva rui;
      Esses consumos são derivados dos teus termostatos estarem avariados. Basta colocares termostato + cosumos + bmw no google e tens montes de tópicos que falam sobre isso.
      O que acontece é o seguinte;
      Como o teu carro não tem termometro da temp, os temostatos avariam e não sabes disso. O motor ao não antingir a temperatura normal de funcionamento os consumos disparam, assim como a saude do motor diminui.
      Os termostatos são o da EGR e o principal respectivamente. Muda isso e depois v~em ca dar feedback ;)
      cumps

      Eliminar
  9. Boa noite, estou seriamente a pensar em comprar um serie 1 importado 120d 177 cv 2008 com 170000kms
    Haverá algum problema maior ?
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde;
      Antes da compra, tente saber o histórico da viatura, se já mudou a corrente distribuição, mas com essa quilometragem já deve ter mudado, ainda assim confirme.
      Se for dos anos 2007 e 2008, melhor, porque a BMW está a fazer uma espécie de recall a viaturas desses anos, sem qualquer custo para o proprietario.

      Eliminar
  10. Boa tarde,
    Tenho um 120d 163cv com repro (196cv), mas gostaria de chegar aos 210cv, queria saber a vossa opinião de instalar um intercooler mais eficiente ou até a possibilidade de hibridar o turbo para poupar o turbo de altas pressões. Eu sei que para chegar aos 210cv basta uma repro, o problema é que eu sou uma pessoa bastante cuidadosa com o carro e quer a máxima fiabilidade daí eu estar na dúvida destes upgrades.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipe;
      Tudo o que você disse, são de facto "extras" que vão poupar a mecânica no que você quer. No entanto o turbo se for o de origem, que vem equipado com um de marca Mitsubishi, não é grande coisa. Alias é o unico problema desse motor é mesmo o turbo. que mais tarde ou mais cedo vai á vida, e se o seu carro vier com filtro de particulas, pior, devido á contra pressão dos gases.
      Caso seja o de origem, mais vale insvestir num melhor garret, por exemplo.

      De resto além dos cuidados, nunca puxar pelo motor a frio, dar o timmng ao turbo depois de uma viagem, mudas de oleo mais curtas, são algumas dicas para uma melhor durabilidade da mecânica.

      Eliminar
    2. Viva.
      Desde já obrigado pela atenção.

      Este modelo é de 2006, portanto vem equipado apenas com o catalizador que entretanto já o eliminei e a EGR também. Pois o grande problema aqui é o turbo mitsubishi. Que garret aconselha-me equipar para chegar aos 210cv-215cv sem problemas? (Já com um intercooler mais eficiente). O turbo do n47 (177cv) não tenho a certeza mas penso que seja também turbo Mitsubishi mas com actuador eletrônico diferente, corriga-me se tiver errado... De facto se o turbo do n47 fosse garret poderia ser uma mais valia equipa-lo no meu m47.

      Em relação aos cuidados, sou obcecado pelos os mesmos, troca do óleos e filtros(todos) a cada 8.000-10.000kms, só quando o motor está na temperatura ideal (90°) é que começo a puxar por ele e o turbo timing faço o sempre nem que seja para ir ao café do lado ahahah.

      Espero estar ajudar outras pessoas que tenham as mesmas dúvidas ;) .

      Cumprimentos.

      Eliminar
    3. Olá;
      De facto grande maioria dos 163cv, vieram sem filtro de particulas. Mas existem algumas poucas unidades que vieram já equipadas com filtro de particulas;

      - Quanto ao turbo, o problema da maior parte dos casos é vavula eletronica, sendo esta dificil de encontrar á venda, separadamente. Mas em tempos já tinha visto um site inglês que as vendia.

      - Inclua nas suas revisões a muda do filtro da tampa das valvulas, conhecido tambem como breather, é importante para a manutenção do turbo, (este so se muda a cada 3 mudas de oleo);

      - Ainda assim tenha a certeza se o seu é mesmo Mitsu, porque houve umas unidades já equipadas com garret, confirme num site de peças, através do VIN.

      - Caso seja mesmo da mitsubishi; existem alguns projetos em que lhe foi metido o 2260, mas este turbo nunca é pug and play, é preciso uma boa casa que saiba colocar;

      Aqui tambem existe um 120d de 163 com 147.000km, com o turbo de origem.
      O melhor seria falar com uma boa casa de turbos, hpturbos por exemplo, eles sabem de certeza a melhor solução. Porque existem uma infinidade de turbos que lhe poderia aconselhar, mas não iriam ser pug and play, ou faceis de colocar.

      Cumprimentos

      Eliminar
    4. Viva,

      Obrigado pela a dica do breather, por acaso desconhecia da sua manutenção.

      Curiosamente o meu 120d também tem 147.000kms mas o turbo de origem só aguentou até aos 132.000kms.

      Em relação ao turbo sim tem razão fiz uma pesquisa na bmw catalogo parts e de facto algumas unidades do 163cv vieram com o garret, penso que o gt1749v, este poderia ser a melhor opção para o meu carro, mas este terei que o hibridar para aguentar os 210cv.

      Em relação ao 2260 eu já tinha informado na hpturbo e eles disseram que esse turbo é aplicável no m47 mas tinha que haver "carpintaria" no motor para o instalar, o meu mecânico disse o mesmo e alem disso diz que tem se tirar o ar condicionado para caber o turbo. Devido a esses inconvenientes acabei por desistir do 2260. O 2056 (não é proveniente da bmw) seria outra opção mas o problema é se a eletrônica desse turbo não funcionar na do 163cv.

      Pelas as minha pesquisas o melhor turbo para este carro é do BMW alpina d3 2.0 197hp (M47 163cv alterado pela alpina) mas é um turbo caro e difícil de encontrar juntamente com o coletor :/ .

      Sabe o link desse site inglês que possam vender as válvulas eletronicas?
      Será que posso resolver o problema do turbo Mitsu com a substituição da válvula?

      Cumprimentos.

      Eliminar
    5. Aqui em Portugal pelo menos os casos que conheço os proprietários acabam por colocar de volta o turbo da mitsubishi original. Porque como você diz e muito bem, é preciso muita carpintaria para colocar outros turbos.

      Sim eu penso que se tivermos acesso ás valvulas, era problema resolvido.
      Tem aqui um link que pode ser util, caso tenha jeito para bricolage. Trata-se de um DIY como reparar um turbo Mitsubishi:
      http://www.forumbmwportugal.com/showthread.php?t=11511

      O link das valvulas, também queria encontrar, mas já nao me recordo.
      Sendo assim se calhar o melhor turbo seria o garret, o tal que equipava algumas unidades do 163cv, mas sim teria de o hibridar.

      Se ainda nunca mudou o breather, aconselho a fazer o mais breve.
      Já agora o turbo quando deixou de funcionar, deu sintomas? ou foi de um momento para o outro?

      Cumprimentos

      Eliminar
    6. Mas essa reparação que menciona no fórum é quando ele avaria ou para resolver o problema antes que ele dê problemas?

      Sim mais tarde vou acabar por meter esse Garret, para já não porque quando o turbo avariou, por falta de informação da minha parte mandei o reconstruir em vez de trocar pelo um Garret, assim sendo não me compensa trocar de turbo para já porque o atual tem apenas 15.000kms.
      Em relação á avaria do turbo foi tão rápido que não apercebi de nada dos sintomas do motor, porque quando comprei o carro (em segunda mão) fiz apenas a viagem onde fui busca-lo a Coimbra até á minha residência no Algarve e mais uns quantos kms e de repente do nada o turbo começa a assobiar de forma estranha e bastante audível e pronto fui direto á oficina sem passar das 2.000rpm. Os sintomas de possível avaria do turbo na maior parte dos casos são os fumos cinza ou preto que saem do escape e o tal assobio morto. Atenção que quando o meu turbo queixo-se o computador de bordo não acusou nenhuma avaria, só depois de eu chegar ao destino e desligar e ligar o motor é que apareceu a avaria.

      O breather, quando o turbo foi reconstituído não sei se fizerem a sua manutenção, de qualquer maneira tenho que me informar na oficina.

      Tenho outra dúvida em relação aos upgrades. Será que para os 210cv devo trocar a MAF e a bomba injectora?

      Cumprimentos.

      Eliminar
    7. O link que coloquei do forum, é sobre como reparar o turbo em caso de avaria, é uma espécie de reconstrução, mas ficando mais barato.

      De facto é um pouco problemático essa situação, porque não dando sinais ou sintomas, a qualquer hora pode acontecer, mesmo que hoje pareça bem de saúde amanhã pode avariar.

      O breather, provavelemente não, porque é uma peça que nem a BMW muda, se você não mandar, é uma peça digamos desconhecida. Informo que há duas, uma tipo ciclone de plastico, que basta limpar e repor e outra com uma espécie de filtro esponja, que dizem a ser a mais eficiente. Eu pessoalmente tenho a de plastico, mas um dia mudarei para a de esponja.

      Quanto á sua duvida dos upgrades, o seu carro já usa sistema mais avançado, que é o common rail, nesse caso, o que poderia fazer é mudar os injetores, para ter mais débito, mas para 210, os de origem servem, sendo esse o limite dos mesmos, entre 210 a 220cv. a MAF não precisa de mudar.

      Outro pormenor, é as borboletas de admissão, caso não tenha ouvido falar, eram um problema crónico nos 320 e46, e sendo o seu motor uma evolução desse, também as têm, estas se andarem cheias de carvão caem para dentro do cilindro desfazendo parte do motor, mais vale tirar isso o mais breve, caso ainda as tenha, pois a sua ausência não interfere em nada no funcionamento do motor.

      Lembre-se de dizer sempre na oficina, que quando se muda o turbo, convém sempre mudar todos os filtros, á excepção do de combustivel que não precisa, (ar,oleo, breather)

      cumps

      Eliminar
    8. Viva,

      Ok obrigado pelo o link do fórum.
      O turbo de avariar pois mesmo com os cuidados que tenho nunca se sabe mas por enquanto penso que não vale apena trocar pelo o facto de ser novo ainda.

      Em relação á breather vou tratar disso, a esponja é vendida na BMW?

      As borboletas ja resolvi o assunto no ano passado, tirei-as logo para fora e efetuei a limpeza dos coletores e da EGR.

      Sim estes injectores o seu limite é +-210cv, outro assunto que me intriga é em relação ao torque que pode afetar a embreagem, nos forums da BMW falam muito de upgrades no motor mas na embreagem nunca falam só em casos de apartir do stage 2 e 3 tipo +230cv.

      Cumprimentos.

      Eliminar
    9. Olá;
      Na altura não lhe disseram qual foi a causa da avaria do turbo? foi a tal vavula? ou foi a geometria? caso tenha sido a geometria, pode ter sido mau uso do dono anterior, ou então pode ter a ver com o breather.

      O brether vendem na BMW, chama-se filtro de tampa das vavulas, mas pode encontrar no ebay a melhor preço. Nem todas as BMW's vendem o de esponja;

      A embraiagem quase em todos os BMW's aguenta cerca de 420nm a 450, o seu de origem tem 340nm. Desde que não andar em arranques em 1ª aguenta bem. Mas caso queira um dia reforçar, a Sach's já vende um kit com bimassa incluído reforçado.

      Não se esqueça de se entretanto quiser esticar para lá dos 230cv, de fazer um upgrade ao sistema de travagem. O de origem, cumpre bem, mas repare que depois o andamento será superior, e a segurança é compremetida.

      Já agora, o seu carro, bebe algum oleo, normalmente? Costuma acrescentar quanto em cada revisão?
      Para garantir ainda mais a fiabilidade do motor, posso indicar-lhe um aditivo da Liqui Moly que faz maravilhas. Liqui Moly Ceratec passo a publicidade.

      Cumps

      Eliminar
    10. *Desculpe enviei uma primeira resposta mas estava repetida em alguns topicos acabei por apagar no blogue.

      Viva aos bimmers, 420nm-450nm muito bom, alguns carros do grupo vag fazem repros e começam logo a patinar.
      420nm era o meu objectivo pois já sabia que este carro em termos de torque vem de fábrica a 83% ou seja ainda tem de reserva 19% de torque só não tinha a certeza se patinava no seu limite de torque, assim sendo não tenho que reforçar para já :) . Obrigado pela dica da Sash's por acaso não sabia que vendiam bimassas já reforçados. Telefonei um dia para duas casas que reforçem embreagens e disseram que o bimassa não aconselham ou não conseguem reforçar porque nos bimmers o bimassa é uma dor de cabeça.
      Aliás por acaso a minha embreagem(sash) e bimassa(luk) têm apenas 8.000kms. Mudei-a porque o bimassa vibrava na troca de mudanças e em ponto morto.

      O sistema de travagem acho que não consigo por uns discos nem as bombas maiores porque na minha jante 17" não cabe maiores pelos menos isto dito pelo o mecânico. Assim sendo acho que vou trocar os discos por uns da brembo perfurados e umas pastilhas talvez em cerâmica ou semi-cerâmica. E a suspensão também já melhorei, troquei os amortecedores oem por uns da bilstein b6 e molas eibach pro kit.

      Em relação ao óleo não sei se bebe muito ou pouco, faço apenas 8000-9000kms por ano, no entanto quando faço a revisão troco óleo sempre independente dos kms que faço. Esse óleo Liqui Moly muito interessante, onde posso comprar, neste caso o aditivo?
      O óleo para o motor será que devo continuar usar o recomendado pela a BMW (castrol 5w30)?

      Abraço.

      Eliminar
    11. Os valores que lhe dei não é regra geral, mas por norma chegam aos 420nm com a original, apesar de já se sabe que se vai desgastar mais depressa, depende do estado atual dos componentes, do estilo de condução etc.

      Todos os upgrades, que enumerou são essenciais, e penso que vai no bom caminho, principalmente os blistein.

      O aditivo pode na taxoleo (passo a publicidade), basta juntar ao oleo, evita o desgaste do motor, muito bom aprovo.
      O oleo que está usar é bom, mas sem querer influenciar, a Liqui Moly este ano ganhou o prémio de melhor oleo ficando á frente da castrol, mas se o carro se está dar bem com o Castrol continue com esse, que é excelente também.

      Ainda assim tente estar atento ao consumo de oleo, porque se o nivel diminuir em exagero, pode ser pelo breather entupido ou pelo turbo etc, e assim é possivel evitar estragos maiores.

      Mas para os km que você faz, mais valia ter um BMW a gasolina, nisso é que os bávaros são referência em qualidade, principalmente os 6 cil. :)

      cumprimentos

      Eliminar
    12. Ok entendido.

      Já tinha pensado nisso comprar um carro a gasolina e sou fã do bmw 1M :P , mas pronto na altura não surgiu a oportunidade e acabei por comprar a gasóleo. Referindo que neste carro já gastei 5000€ em extras sem contar com as manutenções e ainda está a metade.

      Abraço.

      Eliminar
  11. Boa tarde,
    Estou a pensar comprar um 120d de 2011 c 90mil kms e c revisões na marca. O meu mecanico disse me que é um motor q dá muitos problemas. Que me dizem?

    Eu gosto do carro, pelo que li por aqui é perfeito para mim.

    Aconselham?? Se comprar cuidados a ter para n ter problemas de maior e ultra dispendiosos.

    Obrigado

    Hugo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva,

      De facto esse modelo é bastante conhecido por dar problemas na distribuição originando a quebra da corrente e o orçamento de reparação ronda os 4000€. Se quiser realmente adquirir esse modelo, aconselho reduzir o tempo das manutenções para metade e estar atento a qualquer ruído anormal no motor que é uns dos poucos ou único sintoma do problema e nem sempre é percetível.
      Ha casos que os motores chegam a fazer 200.000kms sem nenhum problema outros nem chegam a fazer 50.000kms.
      Como pode ver poderá ser uma dor de cabeça ou não.

      Abraço,
      Filipe

      Eliminar
    2. Obrigado Filipe.

      Mas pelo que li se tiver as revisões na marca em dia se houver problemas de maior a Bmw responsabiliza se certo?

      E tambem li que é mais comum em motores até 2009... Este como é de 2011 estarei mas seguro ou nem por isso?

      Gosto muito do carro mas já tanto que fico um pouco receoso. O meu mecanico disse me para não comprar ;)

      Obrigado pelo tempo dispensado.

      Cumprimentos,

      Hugo

      Eliminar
  12. Sim os motores que mais seriamento são afetados que requerem mais despesa são os primeiros modelos produzidos em 01.03.2007 a 05.01.2009.
    Os seguintes modelos já atualizados produzidos até 01.03.2011 (seu modelo), à casos com a mesma avaria desta vez mais limitada em que a despesa é menor.

    A BMW responsabiliza-se pela avaria desde que o seu veículo esteja na garantia, todavia, os veículos que já não estejam na garantia e que tenham as revisões efetuadas na marca, salvo alguns casos, também se responsabilizam-se pela avaria por questões de politica de boa vontade. Veículos mais antigos, que não tenham sido mantidos ou reparados por técnicos autorizados pela BMW, não são cobertas. Atenção que à casos em que marca não comparticipa a 100% na despesa.

    Os motores n47 apresentam outro problema, neste caso a trepidação na embreagem. Problema devido a um conjunto de partes moveis do motor que acaba por induzir vibrações ao bimassa e prematuramente desgasta este ultimo. O que em termos práticos trás a tal vibração de embraiagem.

    Cumprimentos,
    Filipe Fernandes

    ResponderEliminar
  13. Mais uma vez obrigado Filipe.

    Penso que vou arriscar e tentar ter cuidado extra com o carro e respectiva manutenção.

    Cumprimentos,

    Hugo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acrescento apenas á explicação do Filipe, que os N47 de 2007 e 2008 estão neste momento a ser trocadas as correntes e "restos", sem qualquer custo para o cliente.
      Por isso se for, deste anos, pode ficar mais descansado.

      Eliminar
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  15. boa noite,
    tenho uma bmw 320 e46 mandei ibridar o turbo mudar injetores fazer repro rebaixar molas eibach pro kit e amortecedores bilstein b4 pneus novos 225 bridgstone potenza e o que acontece que me esta tremer bastante a 1 mudança e a marcha atras mesmo com rolamento de encosto reforço de embraiagem de origem misto cerâmica com carbono dizem que esta embraiagem que não aguenta o binário que o carro esta será que e verdade? que embraiagem podia por que soluções tenho?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia;
      Quando fala em embraiagem, mudou o kit completo?
      Esse tremedouro em primeira tanto a quente como a frio ?
      Com quantos cv ficou o seu veiculo depois da repro?

      Eliminar
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  17. Boa tarde.
    Estou a pensar em comprar um 120d pack M de 2013 ou posterior. Alguém me poderá informar se estes mais recentes ainda darão os problemas que referiram ou a BMW já os terá corrigido?
    Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde;
      Apesar de com menor frequência as unidades 2013 ainda estão equipadas com motor N47, logo pode haver problema nessa unidade.
      Caso avance com o negocio, certifique que vem com garantia, ou então tente encontrar uma unidade de 2007 ou 2008, pois esses anos a BMW assume o problema.
      Fora isso, são automóveis excepcionais

      Eliminar
    2. Obrigada pela resposta. Significa então que até ao momento todas as unidades sairam com esse motor? Pretendo um veículo o mais recente possível, ainda que em segunda mão. Não tenho ainda nenhum específico em vista, apenas queria saber o que posso esperar,de forma a decidir se opto por esse automóvel ou por outra marca ou modelo.

      Eliminar
    3. Quando estiver prestes a fazer negócio, certifique que existe garantia e pergunte se esse carro em questão já mudou o kit da corrente de distribuição, se já mudou pode ficar descansada. Mas atenção, exija que hajam facturas a comprovar, se tiver livro de revisões melhor ainda.

      Os novos serie1, nomeadamente o 116ed, não têm esse problema. E os novos de 150cv e 190cv já tem novo bloco, ou seja não têm esse problema em questão.

      Eliminar
  18. Questiono-me se os novos, trazendo novo bloco, darão outro tipo de problemas... Quanto ao kit da corrente de distribuição, sabe dizer-me qual o custo da sua mudança? Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende, existem unidades onde só é necessário trocar o tensor e outras onde tem que trocar o kit todo. Pode variar entre 600 a 1500 euros no máximo! Isto numa oficina cá fora, na BMW, pode ir para valores superiores.

      Eliminar
    2. O 118d também vem com esse problema?

      Eliminar
    3. Sim, do 116 ao 123d, só os motores a gasolina é que não trazem o problema.
      Mas não significa que todos tenha o problema, eu tive um 118d até aos 150.000km e nunca tive um problema.

      Eliminar
    4. Penso que sim, ainda têm bloco N47.
      Mas de 2011 para cá, o problema acontece em menor percentagem. Como disse, não significa que todos as unidades venham afectadas.

      Eliminar
  19. Bom dia,
    Ja tinha falado consigo mas entretanto surgiu me uma dúvida relacionado com os aditivos liqui moly.
    Você aconselhou me na altura o ceratec e realmente já o adicionei ao óleo, a minha dúvida é quando estiver na altura da troca do óleo terei que adicionar uma vez mais o aditivo?
    Na embalagem diz que cumpre a sua função até aos 50.000kms, mas mesmo assim questiono-me se ele perde ou nao as suas propriedades na troca do oleo.
    Obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipe;
      Não precisa, da próxima vez não adicione o Liqui Moly ceratec. O produto adere ás paredes do metal.
      Mas se usou ceratec, deixe andar mais tempo o oleo no motor. Penso que foi você que me disse que mudava aos 10.000km.

      Eliminar
    2. Ok fiquei esclarecido.
      Ainda assim fique mais descansado se fazer a revisão nos 10.000km até porque fiz uma reprogramação no carro à pouco tempo para os 202cv.
      Mais uma vez obrigado.

      Eliminar
  20. Boa tarde,
    Sabe me dizer qual é o diâmetro mais indicado de uma linha de escape para um m47 de 163cv com 250cv-260cv?
    Abraço

    ResponderEliminar
  21. Olá, vou comprar um 118 diesel de 2008 importado com 165000km. O que devo fazer assim que comprar? Obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes de comprar deve verificar ou perguntar se o carro ja udou o kit de distribuição da corrente. Se sim, pode ficar descansado, verifique também se não tem problemas da embraiagem se treme o carro ao levantar o pé.


      Se tudo isto estiver bem, desfrute da máquina.

      Eliminar
  22. Boas Tenho Machinist tenho um BMW 118d de 2008 com 110000km e esta com o sintoma do barulho do tensor e possivelmente na distribuição gostaria de saber o que fazer pois liguei para a BMW e disseram que o meu carro não estava na lista de recall

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite;
      Desculpe pela demora;
      Existe concessionários que não assumem, tente outro! Existem depois aqueles que não são concessionários oficiais.
      Ainda assim, não estou certo se a campanha ainda vigora.

      Eliminar
  23. Boa noite. Apareceu um negócio de um bmw 120d de 177cv de 2007 com 170000 quilómetros com pack m. Acha que é fiável, e irei fazer bem trocar?

    ResponderEliminar
  24. Boa tarde
    Gostaria se me podia ajudar
    Tenho um série 118 d e81 de 2008 cujo tive de mandar limpar o filtro de partículas
    Onde também tive de montar a sonda de temperatura do combustível que fica incorporada no mesmo filtro contudo já fiz diagnóstico ao carro não acusa nada, entretanto vou polo a trabalhar pega mas só com aceleração alta e que se mantém entretanto não voltou a pegar será que existe algo ou código para o por a trabalhar é que não pega .
    A bateria está boa tem gasóleo enfim
    Obrigado pela atenção dispensada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde Filipe;
      Esses sintomas, são sintomas estranhos. Talvez tenha a ver com o filtro de particulas, que poderá mandar anular.
      Já o levou á marca?

      Eliminar
  25. estou a pensar comprar um serie um as ainda estou indeciso entre o 118 ou o 120 entre 2011 e 2013 alguma sugestao? esses ainda têm o tal problema da distribuição?

    ResponderEliminar
  26. Boa noite! Estou a pensar em comprar um série 1 120d de 177cv de 2008 com 15000km !!! Qual a peça que faz parte da distribuição que se deve mudar?? E porque que ao mudar a a distribuição supostamente não terei problemas vindos daí?? Abraço

    ResponderEliminar
  27. Boas.. Tou a pensar comprar um 116d motor 2000 com 116cv de 2011 com 115000 km... O que tem a dizer deste motor sabendo que é o N47 mas ainda só li dos 118 e dos 120

    Obrigado e cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite;
      Essa motorização acontece o mesmo que o 118d e o 120d. Pergunte se já mudou a distribuição, se sim, pode andar descansado durante muito tempo

      Eliminar
  28. Bom dia
    Tenho um BMW F21 do ano 2012
    A corrente de distribuição tem de se mudar ?
    Se sim ao quantos km?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde Ana;
      A corrente têm de se substituir sim. Por vezes ela dá sinais de si, com um barulho característicos. Ou se for fazer revisões na marca, peça para lhe verificarem a folga da corrente. Supostamente essa corrente deveria de ser vitalícia e durar a vida do carro, uns 300mil KM

      Eliminar

Obrigado por comentar. O seu comentário é muito útil e importante para que este blog seja actualizado. Porém existe algumas coisas que devem ser bem claras para os comentários:

-Não use palavras de baixo calão
-Os comentários são moderados, portanto seja educado com os comentários.
-Comentários com perguntas serão respondidas nos comentários no blog.
- Por favor não plagie, caso precise de retirar informação deste blog, não se esqueça de colocar a fonte.